19/07 23:05

CONSEA participou da 1° Etapa do PLAMSAM no Maranhão

Cerca de 120 pessoas participaram da 1° etapa da Oficina de Elaboração de Planos Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional, organizada através do Consolida SISAN em parceria com o CONSEA-MA e com a SASAN, nos dias 16 e 17 de maio. Conselheiros, representantes de comunidades, pedagogos, nutricionistas, assistentes sociais e secretários municipais ocuparam o auditório do Centro Social Urbano (CSU), no Vinhais.

A mesa de abertura contou com a presença da presidente do CONSEA-MA, Concita da Pindoba, e de mais cinco autoridades: Lourvídia Caldas, secretária-adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional do Maranhão (SASAN); Derlange Belizario, representando a Coordenação dos Projetos nos estados do Ceará, Piauí e Maranhão; Malvinier Macedo, presidente do CONSEA do Ceará; Regina Praciano, representando a CAISAN do Ceará e Tereza Frota, professora da UFMA e coordenadora do projeto no Maranhão.

O primeiro dia de trabalho iniciou-se com a palestra “Segurança Alimentar e Nutricional”, apresentada pela professora da UFMA, Tereza Frota, destacando a importância do Estado em fomentar políticas públicas que garantam a proteção, promoção e o provimento de uma alimentação adequada as pessoas, por meio da intersetorialidade e da participação dos segmentos sociais dos municípios. Na ocasião, a professora destacou que o Brasil reduziu pela metade o número de pessoas que passam fome, em contrapartida, há mais pessoas obesas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis, desnutridas e com deficiência de micronutrientes por não terem os seus direitos atendidos, conforme o artigo 3° da Lei 11.346 de 15 de setembro de 2006 – LOSAN.

“Ter esse direito garantido não é apenas estarem livres da fome, mas terem uma alimentação adequada, ou seja, que atenda às necessidades físicas de cada pessoa e respeitando, principalmente, as tradições culturais de cada indivíduo. Garantir também que esses alimentos estejam livres de substâncias adversas como agrotóxicos, conservantes, alimentos transgênicos, além de fungos e bactérias”, ressaltou Tereza Frota.

Durante o evento, foram apresentados também os projetos de intersetorialidade dos municípios de Buriti Bravo e São Pedro dos Crentes.

Dos 38 municípios do Maranhão adesos ao SISAN, 27 fizeram-se presentes, representando a importância que a sociedade e os poderes públicos têm dado ao sistema, entre eles: Nova Iorque, São Pedro dos Crentes, São Raimundo das Mangabeiras, Pastos Bons, Estreito, Barra do Corda, Grajaú, Imperatriz, Jenipapo dos Vieiras, Marajá do Sena, Matões do Norte, Santa Filomena, São Mateus do Maranhão, São Domingos do Maranhão, Afonso Cunha, Lima Campos, Itapecuru Mirim, Timon, Lagoa do Mato, Codó, Maracaçumé, Santa Helena, São José de Ribamar, Tufilândia, Viana, Pio XII e a capital São Luís.This image requires alt text, but the alt text is currently blank. Either add alt text or mark the image as decorative.

Links Úteis
Localização

localização