RETOMADA DA CONFIANÇA MARCOU O ANO DE 2019 NA PSAN

ARTIGO

ARTIGO

O ano de 2019 foi de grandes desafios para a Política de Segurança Alimentar e Nutricional (PSAN). No primeiro dia do ano, o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) sofreu um violento golpe federal, sua extinção. Essa situação gerou o primeiro impacto nos CONSEAs Estaduais: a desconfiança.

No Maranhão não foi diferente, tivemos que vencer a desconfiança acerca da atuação do Consea Estadual. Não esmorecemos e realizamos, com o apoio da sociedade civil organizada e do poder público, Banquetaço, audiência pública, Conferências em 129 municípios maranhenses, onde deixamos a mensagem que acabar com a fome não é oferecer qualquer tipo de comida. Tem que oferecer alimentos produzidos de maneira limpa, justa, promovendo o desenvolvimento econômico e social.

Além disso, nos municípios de Balsas, Caxias, Pinheiro e Santa Inês foram realizados Seminários do Pacto Nacional para Alimentação Saudável. A ação foi coordenada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDES), Consea-MA e Fórum Maranhenses de Segurança Alimentar e Nutricional (FMSAN) e envolveu cerca de 100 municípios.

Em novembro, fechamos o ano com a realização da VI Conferência Estadual de Segurança alimentar e Nutricional. Uma conferência de maior porte na história das conferências no Maranhão e com forte participação popular. Contamos com a presença de mais de 70 indígenas de várias etnias, povos de matriz africana, quilombolas, agricultores familiares, representantes de movimentos de diversos segmentos da sociedade, governo, estudantes. Enfim, tivemos o retrato da sociedade maranhense nos três dias de evento.

Recentemente recebemos a notícia da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), que o Brasil está voltando ao Mapa da Fome. Nós do Maranhão estamos cientes que a luta não será fácil, porém contamos com o apoio da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar do Maranhão (CaisanMA), que nos apoia no monitoramento das Centrais de Recebimento de Alimentos, dos Restaurantes Populares e de todos os equipamentos de segurança alimentar e nutricional do Estado.

Diante de tudo isso, avalio o ano de 2019 como um ano desafiador, de conhecimentos, de lutas e de retomada da confiança no Consea Estadual, que é um espaço onde os movimentos e as organizações dos mais variados setores sociais, aprimoram as políticas públicas e realizam permanente interlocução com os setores públicos, sobre questões que garantem ao ser humano o direito à alimentação adequada e soberania alimentar. Entendo que mesmo diante de muitos desafios estamos fazendo uma gestão pautada na participação social e no diálogo com todos.

Concita da Pindoba, presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA-MA).

Desenvolvido por: Seção de Desenvolvimento da SEATI - Secretaria Adjunta de Tecnologia da Informação